24 de mar de 2009

Diagnóstico para Alzheimer

Para diagnosticar a Doença de Alzheimer é necessário uma série de exames clínicos. Somente a partir desse processo há condições de dizer se há ou não indicativos de demência. Fique atento. Há muita gente sendo diagnosticada com demência do tipo Alzheimer sem ter passado por essas etapas. 

Há muito erro de avaliação e isso é muito perigoso, pois você pode estar sentenciando alguém a uma morte lenta e dolorosa. Há inúmeros sintomas que se parecem com Alzheimer, por isso há muito profissional se dizendo "especialista" na área. 
Pesquise mais sobre o assunto.

Uma avaliação completa passa pelos seguintes etapas:

a.    Avaliação da cognição
b.    Memória
c.    Linguagem
d.    Função executiva
e.    Gnosia
f.     Praxia
g.    Habilidade viso-espacial
- Miniexame do estado metal
- Praxia construtiva
- Teste das trilhas.

h.    Teste específico para memória de evocação
- Reconhecimento de figuras
- Lista de dez palavras (CERAD)

i.      Teste cognitivo complementares
- teste do relógio
- fluência verbal

j.      Avaliação funcional (Atividades de Vida Diárias - AVDs)
- índice de Katz (AVDs básicas)
- índice de Pfeffer (ADVs instrumentais)

k.    Alterações comportamentais
- Critérios de Depressão segundo DSM - lV
- Escala Geriátrica de Depressão – GDS
- Inventário Neuro-Psiquiátrico

l.      Avaliação Cognitiva - Funcional Global
- Clinica Demential Rating  - CDR

m.   Exames Complementares:
- TSH
- B12
- Ácido Fólico
- Sorologia para Sífilis
- Hemograma
- Creatina
-Sódio
- Potássio
- Neuro-imagem
- Tomografia Computadorizada
- Ressonância Magnética

Informação – ABRAZ – Associação Brasileira de Alzheimer  e Doenças Similares.
Fonte Ministério da Saúde do Brasil.

Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

MEUS BLOGs