22 de abr de 2009

Ritrovil - seria o Soma do romance "Admirável mundo novo"?

RIVOTRIL = SOMA

Admirável Mundo Novo
Aldous Huxley(1932)
"A sociedade desse "futuro" criado por Huxley não possui a ética religiosa e valores morais que regem a sociedade atual.

Qualquer dúvida e insegurança dos cidadãos era dissipada com o consumo da droga sem efeitos colaterais chamada "SOMA".
O conceito de família também não existe.

Seria o Ritrovil o SOMA de Huxley?
Eu acredito que sim. A população mundial está em sofrimento psíquico.
Depressão e ansiedade é o estado natural dos seres dessa era nos grandes centros urbanos.

A revista Época no dia 19/02/2009 revela uma pesquisa da São Paulo Megacity, entre a parceria do Hospital das Clínicas de São Paulo com a Organização Mundial da Saúde, indicando que cerca de 40% dos moradores da região metropolitana sofre de algum tipo de transtorno psiquiátrico.

"É um porcentual que os próprios psiquiatras consideram “assustador” – e que depõe frontalmente contra a imagem de “nação feliz” que os estrangeiros e nós mesmos, brasileiros, gostamos de cultuar." diz a matéria.


Médicos receitam com facilidade a droga Ritrovil ao menor sinal de sintomas de irritabilidade, ansiedade e pânico.

A mesma matéria indica que o problema do uso abusivo dessa droga poderia ser resultado da "precariedade do sistema de saúde brasileiro".

Eu, humildemente, acredito que não só a falta de profissionais habilitados para orientar a população seja fato relevante nessa situação onde o uso da droga é utilizado largamente, mas acrescentaria veementemente a total IGNORÂNCIA sobre como funciona a totalidade do ser humano. SUA MENTE.

"Quando o paciente chega ao consultório com enxaqueca, gastrite ou qualquer outra queixa que possa ter alguma relação com ansiedade, freqüentemente ganha uma receita de Rivotril.
“Os médicos fazem isso porque o remédio é barato (a caixinha mais cara custa R$ 13), antigo e seguro”, diz Luiz Alberto Hetem, vice-presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria".
- Acrescenta a matéria da revista Época.

Os profissionais de Medicina precisam entender que temos rever nossos paradigmas.
Rever nossos conceitos sobre Saúde. Rever a Doença.
Afinal, a DOENÇA é a natureza se comunicando!!

Precisamos aprender a ver. Nós não vemos aquilo que não conhecemos.
Pautada nessa premissa gostaria que os profissionais de Saúde fossem menos céticos as antigas filosofias Orientais e acreditassem que após a descoberta da Física Quântica e seus princípios não há mais espaço para o racionalismo e o materialismo.

Não há mais lugar para o "Você está gripado por que há uma virose assolando a cidade!" - temos que cuidar do ser humano de forma a aorienta-lo a entender que sua maneira de viver errada é a virose que assola a cidade!

A doença é necessária - ela nos torna verdadeiros. Nos diz quem somos e o que pensamos!Não há mais como enganar a ninguém! Você não pode mais enganar a ninguém!!

A verdade é transparente. Você está doente por que não suporta o que vem lhe acontecendo. Você está doente por que não pode entender como funciona a vida!

Temos que aprender a ver, aprender a nos conhecer. Entender como sofremos e por que sofremos. Entender como nos comunicamos. Entender como a comunicação é o problema de toda nossa existência!!!

A droga vem resolver um problema momentâneo, de um problema crônico do ser humano - a falta de entendimento da nossa existência - Esse é o X de todos nossos problemas.

Acredito que estamos nos dirigindo para o autoconhecimento, mas para isso a droga terá que está fora e a melhor medicação chama-se MEDITAÇÂO!

Encontrem equilíbrio e encontrarão a Paz sem drogas.

Laura Botelho

Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

MEUS BLOGs