12 de set de 2008

Hereditariedade - serei a próxima vítima?

Segundo o ponto de vista da nova medicina, chamada Meta-Medicina, da qual sou pesquisadora “doente”, (não me canso de ler a respeito) – que destina-se a explicar o mecanismo de trabalho entre os pensamentos e emoções e doenças, mais se admite que: a doença não existe.
Cientistas descobriram que a doença é uma modalidade de ilusão e, uma das causas principais do seu aparecimento é a transmissão hereditária da falsa idéia de que a doença surge de uma causa material.

Por isso, para se curar de uma doença, deve-se eliminar da mente essa ilusão hereditária que constitui causa de doenças e, em seu lugar, colocar a convicção de que o homem é perfeito.
Nós somos governados pelo nosso livre-arbítrio e os que contestam esse fato é porque preferem acomodar-se apoiando-se em idéias retrógradas de que seu “destino já foi traçado e esse fardo é seu carma!”

Da mesma maneira que temos entusiasmo e dedicação para acompanharmos as novelas, deveríamos ter na procura da leitura de bons livros que nos dêem uma visão de um mundo melhor, ao invés de sermos sabotados por mensagens diárias de conflitos, desamor, consumismo exagerado e doentio e decepção nas imagens que nos chegam ao seio familiar através da TV...

O que quero alertar (utopicamente, pois sei que poucos realmente se interessarão pelo saber e entender como funciona a vida) a todos que lêem esse texto é para o medo da Hereditariedade.
Tenho lido nesse Blog - às vezes explicito – às vezes implícito – que todos têm um pavor quanto ao que se refere a ser o próximo na família a desenvolver esse mal de Alzheimer.

Também passei por esse medo quando ignorava o assunto (inclusive descrevi a cena no meu livro onde pergunto a uma geriatra se eu deveria saber se seria a próxima vítima do Alzheimer– isso foi em 2002 – antes de saber o que sei hoje)

O que eu venho batendo nessa tecla = MEDO é ignorancia sobre um determinado assunto. Temos medo daquilo que desconhecemos, não dominamos, não temos parâmetros para uma avaliação imediata.
O medo libera hormonios para que o corpo aja para uma ação = de FUGA ou ATAQUE. (esse mecanismo de sobrevivência é primário, nos acompanha desde o tempo do homem das cavernas, não há como evitar)

Existe solução para todos os problemas, pois eles foram criados de alguma forma. Não importa a origem do mal, o que importa é saber por onde começar a eliminá-lo.
A falta de amor próprio é um ponto agravante em toda doença.A perda da identidade. A falta de um roteiro de vida. Nos perdemos ou nunca nos encontramos e são pouquíssimas as pessoas que realmente sabem o que querem e que lutam para ter o que precisam para sua integridade.

Somos seres muito complexos. As informações nos chegam por todos os sentidos – tato, visão, olfato (cheiro), audição e o maravilhoso paladar...Cada um de nós tem um arquivo onde guarda as lembranças e sensações de suas experiências desde o útero até seu último suspiro nessa dimensão.

Essas experiências acumuladas são únicas, ninguém no Universo terá o mesmo ponto de vista com riqueza de detalhes sobre qualquer assunto. Portanto, vc é único nesse planeta a conhecer e dominar seu EU.

Eu fui criada da mesma forma que meus irmãos, os mesmos valores, mas a minha compreensão sobre cada valor eu formulei com o passar dos anos. E assim hoje, apesar de ter tido a mesma educação que meus irmãos, consigo ver o mundo de modo diferente de cada um deles, pois adquiri novos conhecimentos e novas habilidades.

Nossos pensamentos nos bombardeam diariamente com informações externas que conflitam com nossas crenças (nosso mundo de ver as coisas), nosso modo de ver a vida tal qual foi “ensinada” ao longo de nossa existência e isso provoca CONFLITO no cérebro – e essa informação circulará pelo corpo com tradução de mal-estares como dores de cabeça, surgimento de cancer, diabetes, demência, obesidade, enfim, todo um complexo de sintomas avisando que algo não está bem conosco.

Temos que fazer alguma coisa, mudar a forma de pensar ou mudar no ambiente aquilo que está em CONFLITO conosco. É um alerta VERMELHO!! Mude! Isso que nosso cérebro diz.
Encontre alguma maneira de resolver aquilo que te incomoda. Se vc é religioso tente encontrar a paz na oração. Se vc é teimoso e acha que é assim e não quer mudar – estude mais, leia mais – se vc é do tipo que acredita que as coisas não são tão fáceis assim, visite um hospital na ala de internos ou na emergência. Visite um orfanato. Visite um asilo público. Visite uma associação de ajuda humanitária. Acredito que vc não voltará para casa a mesma pessoa...

Seu cérebro está mergulhado na sua situação, seu mundinho, seus problemas, seu, seu, seu...
Pense nos seres no Universo. Pense nos seres do planeta Terra. Pense nos seres do seu país. Pense nos seres da sua cidade. Pense no seu bairro. Pense nos seres da sua família e aí então pense como se sente agora e faça alguma coisa a respeito.

Enquanto a medicina estiver voltada somente para o interior do corpo, buscando soluções e justificativas no mundo material, as pessoas continuarão dominadas pelas falsas profecias da doença.

Na Sutra Sagrada Kanro-no-Hoou (Seicho-No-Ie) encontramos:”Reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra.Quando houver a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra, tudo será teu amigo. Quando todo o Universo se tornar teu amigo, coisa alguma do Universo poderá causar-te dano. Se fores ferido por algo ou se fores atingido por micróbios ou por espíritos baixos, é prova de que não há reconciliação entre ti e todas as coisas do céu e da terra...”

Sei que parece patética essa informação... eu mesma se lesse isso há uns quatro anos atrás iria pensar “quanta baboseira...” Mas infelizmente não se trata de uma filosofia de vida ou maneira holística de pensar... é simplesmente pura Física Quantica! É provado cientificamente.

Os vagantes - andar, andar, andar...

Essa disposição para andar de um lado por outro é desgastante tanto pra quem observa quanto para quem o faz.
Eles necessitam fazer isso. Se os deter vai ter problemas de agressividade e insonia.

O que vc pode fazer é tentar distraí-lo com alguma outra atividade que tenha como ela descarregar a bateria.É um tormento que os acompanha. Na verdade eles querem sair de suas mentes, mas como não dá...

Darei uma idéia desse desgaste.
Minha mãe está sem forças para se levantar sozinha agora, mas há uns anos atrás andava de um lado pro outro na casa onde mora. A distância da sala para o portão de entrada da garagem é bem grande - uns 10 metros talvez.

Com mais de 80 anos, ela fez esse percurso o dia todo umas dezenas de vezes. No dia seguinte não levantava. Não falava. Não abria os olhos. Achamos que tinha entrado em coma. Já estávamos chamando a ambulância quando o médico chegou e riu, nos dizendo que ela estava exausta, nada mais e que no dia seguinte iria ficar ótima.

Eu e minha irmã achamos que o médico estava sendo muito simplista.Mas realmente não havia o que fazer, pois suas funções vitais estavam em ordem. Pressão, temperatura, batimentos cardíacos, reflexos...

Ela dormiu o dia todo! A acordavam só para fazer uma alimentação, que mesmo assim era deixada pela metade, pois só queria deitar e fechar os olhos...

E no dia seguinte ela estava de pé lépida e fagueira, já com energia suficiente para andar de um lado para outro de novo...

Atenção: Apenas temos que redobrar a quantidade de alimentos nesses casos.Ofereça nesses momentos de andança pequenos lanches em menos tempo, isso além de fortalecer o organismo também o acalmará.

Muitos doentes de Alzheimer perdem peso naturalmente mesmo com uma boa alimentação - é normal, mas temos que ficar atentos quanto a esses "andarilhos" - os vagantes . É uma fase que vem e que volta.
Vai depender do ambiente e de quem o cuida.
Se tudo está calmo...a tendência é dele se acalmar.

Laura Botelho

http://alzheimeradoencadaalma.spaces.live.com

http://www.orkut.com.br/Profile.aspx?uid=3331091735461427148

Diagóstico para mal de Alzheimer

Para diagnosticar a doença de Alzheimer é necessário uma série de exames clínicos.
Somente a partir desse processo há condições de se dizer se há ou não indicativos de demência. Fique atento!
Uma avaliação completa passa pelos seguintes etapas:
a. Avaliação da cognição
b. Memória
c. Linguagem
d. Função executiva
e. Gnosia
f. Praxia
g. Habilidade viso-espacial- Miniexame do estado metal- Praxia construtiva- Teste das trilhas.
h. Teste específico para memória de evocação- reconhecimento de figuras- Lista de dez palavras (CERAD)
i. Teste cognitivo complementares- teste do relógio- fluência verbal
j. Avaliação funcional (Atividades de Vida Diárias - AVDs)- índice de Katz (AVDs básicas)- índice de Pfeffer (ADVs instrumentais)
k. Alterações comportamentais- Critérios de Depressão segundo DSM - lV- Escala Geriátrica de Depressão – GDS- Inventário Neuro-Psiquiátrico
l. Avaliação Cognitiva - Funcional Global- Clinica Demential Rating - CDR
m. Exames Complementares:- TSH- B12- Ácido Fólico- Sorologia para Sífilis- Hemograma- Creatina-Sódio

Informação ABRAZ

Conteúdo do livro








A pedidos estou disponibilizando os títulos dos capítulos do meu livro
- Alzheimer, a doença da alma

para a que vc possa identificar suas dúvidas.


Prefácio......



Notas da Autora.......
Índice..............
I.    Capítulo ...............          A doença de Alzheimer  ..........
II.    Capítulo ............          Exames complementares ...................
III.    Capítulo...........          Outros tipos de demencias.......
IV.    Capítulo .........          Alzheimer no Brasil ....................
V.    Capítulo ..........          História de família.................
VI.    Capítulo ........          Um dia de cada vez ....................
VII.    Capitulo ........         Mamãe está muito estranha............
VIII.    Capitulo  .......       Tudo de novo...............
IX.     Capítulo  ......         Ajuda jurídica.................
X.    Capitulo ....    ..........Uma justiça lenta, fanha e surda ..........
XI.    Capítulo ................Adaptação.........
XII.    Capítulo ...............Casas de Repouso .........
XIII.    Capítulo .....   .....Avaliando casas de repouso .....
XIV.    Capítulo ....... .....Lidando com o portador de D.A.......
XV.    Capítulo .............O poder da música ....................
XVI.    Capítulo ...........O envelhecimento ....................

XVII.    Capítulo ....... Problemas diversos........
a) Respostas certas
b) Rotinas
c) Estrurure o ambiente
d) Banho e higiene
e) Incontinências
f) Quanto aos devaneios
g) Casos de agitação
h) Problemas de comportamento sexual
i) Perda de peso e outras manifestações
j) Alteraçôes do apetite
l) Sonolência e apatia
m) Palidez e Sudorese
n) Cianose
o) Pneumonia
p) Úlceras de pressão “escaras”
q) Convulsões

XVIII.   Capítulo ........   Cuidando do Cuidador.......
XIX.    Capítulo ........     Solidão e angústia.......
XX.    Capítulo .......       Dúvidas frequentes........
XXI.    Capítulo ....        Assistência  Jurídica.........
XXII.    Capítulo ........  Famosos com Alzheimer................
XXIII.    Capítulo ....... Esperança...........
Bilhete................
Bibliografia........


Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

Cérebro de alguém com Alzheimer - Direito

MEUS BLOGs